Projeto Dezembro Vermelho CTA-SAE IPORÁ – GO

Em 1987, durante a terceira Conferência Internacional de Aids em Washington (EUA), 200 mil pessoas participaram do lado de fora do evento. Eram ativistas, pessoas vivendo com o vírus que queriam ser ouvidas pela comunidade científica e pelo mundo. Porque, para esses ativistas, naquele momento em que não havia tratamento, o silêncio era uma forma de morte. Por esse motivo, por iniciativa da ONG americana ACT UP, formou-se um grande mosaico de colchas (quilts) em frente ao Capitólio para lembrar e homenagear vítimas da aids. Era uma forma de protesto e de reafirmar a luta pela vida.

No ano seguinte, por iniciativa de dois oficiais de informação pública da Organização Mundial de Saúde, James Bunn e Thomas Netter, foi proposto a criação do Dia Mundial de Luta contra Aids. A ideia foi levada ao então diretor do Programa Global sobre Aids (atual UNAIDS), Jonathan Mann, como uma forma de combater o preconceito e a desinformação que ainda havia em torno do tema. A iniciativa vingou e até o hoje o Primeiro de Dezembro é marcado em todo o mundo como a data para o combate ao preconceito e ao estigma em torno da doença.

O tempo passou e hoje é possível viver com o HIV, mas a aids ainda é uma realidade. Atualmente, 75% das pessoas vivem com o vírus e conhecem seu estado sorológico. A meta da ONU é garantir que até 2020 esse número chegue a 90%, e desses, pelo menos 90% dessas pessoas recebam tratamento e entre os que recebem tratamento, 90% tornem indectáveis – estado em que a pessoa não transmite o vírus e consegue manter qualidade de vida sem manifestar os sintomas da aids.

No Brasil, 92% das pessoas em tratamento já atingiram esse estado de estarem indetectáveis. Essa conquista, se deve ao fortalecimento das ações do Ministério da Saúde, por meio do DIAHV, para ampliar a oferta do melhor tratamento disponível para o HIV. Exemplo disso, é que o país incorporou o dolutegravir como medicamento de primeira linha para tratar os pacientes.

Além disso, no campo da prevenção, o SUS coloca à disposição da população as estratégias e tecnologias mais avançadas para a prevenção a infecção pelo vírus, como a Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) e a Profilaxia Pós Exposição (PEP); além de ampliar o acesso ao diagnóstico precoce e ações específicas para populações-chaves para resposta ao HIV, como pessoas trans, os gays e homens que fazem sexo com homens, trabalhadores do sexo, população privada de liberdade e usuários de álcool e outras substâncias.

Estima-se que 866 mil pessoas vivem com o HIV no Brasil. De acordo com o Boletim Epidemiológico de HIV e Aids divulgado no final do ano passado, a epidemia no Brasil está estabilizada, com taxa de detecção de casos de aids em torno de 18,3 casos a cada 100 mil habitantes, em 2017. Isso representa 40,9 mil casos novos, em média, nos últimos cinco anos.

Nos últimos quatro anos, a taxa de mortalidade pela doença passou de 5,7 óbitos/100 mil habitantes em 2014 para 4,8 óbitos/100 mil habitantes em 2017.  A redução é resultado da garantia do tratamento para todos – lançada em 2013 -, aliada à melhoria do diagnóstico, além da ampliação do acesso à testagem e redução do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento.

Os números do HIV no Brasil, que demonstram aumento entre jovens, são muito importantes para a conscientização do grande desafio que temos na saúde pública, que é uma mudança no comportamento. Precisamos cada vez mais estimular o uso do preservativo e a realização dos testes rápidos para diagnósticos rápidos e iniciar tratamento.

Anualmente, são realizadas durante o mês uma série de palestras e eventos, além de outras ações relativas ao tema. A Campanha do dezembro Vermelho em Iporá este ano não se restringe apenas dentro dos órgãos de saúde, mas também, realizaremos ações e testagem extra- muro em escolas, universidades, na UPA e em locais de maior circulação de pessoas.

Cronograma das Ações DEZEMBRO VERMELHO

LOCAL DATA/ HORÁRIO

PROGRAMAÇÃO

PIT STOP 02/12/2019 Divulgação do Dezembro Vermelho. Entrega de panfletos e preservativos.
CEPI OSÓRIO 02/12/2019

04/12/2019

Palestra sobre IST/HIV

Testes Rápidos

UPA 03/12/2019

04/12/2019

Aconselhamento e testagem.
IF 06/12/2019 PIT STOP

Divulgação do Dezembro Vermelho. Entrega de panfletos e preservativos.

ESF JARDIM ARCO IRIS 09/12/2019 Palestra sobre IST/HIV

Testes Rápidos

ESF UMUARAMA 12/12/2019 Palestra sobre IST/HIV

Testes Rápidos

GRUPO DE ZUMBA DA PAROQUIA SÃO PAULO VI 18/12/2019 Palestra sobre IST/HIV

Testes Rápidos

 

Prefeitura Municipal de Iporá…O FUTURO É AGORA!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print

0 resposta em “Projeto Dezembro Vermelho CTA-SAE IPORÁ – GO”

Prefeitura Online 2019 © Todos os Direitos Reservados a Prefeitura Municipal de Iporá – Goiás

Desenvolvido by 

Contato: 64 9 8432-3963.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support