A ATREC, Associação dos Trabalhadores em Reciclagem de Lixo da Cidade de Iporá-GO, é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, de caráter social e trabalho, criada em 06/09/2001. Dentre seus principais objetivos, destacam-se: a promoção do associativismo, cooperativismo e do trabalho coletivo; a geração de trabalho e renda; o estímulo a coleta seletiva; a produção e comercialização de materiais recicláveis; a conquista e ampliação dos direitos sociais e profissionais dos catadores e catadoras; a melhoria da qualidade de vida e a defesa do meio ambiente. Mas, apesar de sua importância, encontrava-se inativa.

Preocupados com a situação, os professores da Universidade Estadual de Goiás (UEG), Dr. Marcello Rodrigues Siqueira e Ma. Suzana Rodrigues Floresta, deram início a um projeto de extensão sobre Educação Ambiental em atendimento a Lei n˚ 9.795/99 voltado para a questão dos resíduos sólidos urbanos no município de Iporá tendo como público alvo, especificamente, os catadores e catadoras de materiais recicláveis. Este projeto tem contado com o apoio da Prefeitura Municipal, Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMADES), Conselho de Defesa do Meio Ambiente (CODEMA), Câmara Municipal de Iporá, Sebrae, Rotary Club de Iporá, Faculdade de Iporá (FAI), Instituto Federal Goiano (IF), Rádio Rio Claro, Oeste Goiano, e muitas outras instituições públicas e privadas. Os resultados parciais do projeto são tangíveis e podem alterar profundamente a gestão e o manejo dos resíduos sólidos em Iporá e região.

No dia 23 de outubro de 2018, às 19h30min, na plenária da Câmara Municipal teve início a cerimônia para reativação da ATREC, transmissão de cargo e posse dos novos associados. Como ato inicial desta solenidade o professor Marcello Rodrigues Siqueira disse que “todos estão trabalhando muito para cumprir a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10) visando o encerramento definitivo do lixão, a criação do consórcio intermunicipal de resíduos sólidos, a consolidação da coleta seletiva e o fortalecimento do movimento dos catadores”.

O vereador Paulo Alves também estava presente na cerimônia e ressaltou “a contribuição extraordinária dos catadores e catadoras para o município de Iporá, muitas vezes discriminada e muitas vezes sem condições para o trabalho”. Nesse sentido, destacou a necessidade da Prefeitura, da Câmara e da sociedade como um todo dar mais apoio a estes trabalhadores. Segundo o vereador, o município de Chapadão do Céu é um exemplo a ser seguido.

Na sequência, o professor Raimundo Fonseca, diretor da Faculdade de Iporá – FAI, disse que é “apaixonado pelo cooperativismo”, mas que “na América Latina existe uma política para o seu não desenvolvimento”. Para o professor Fonseca este é um grande negócio, gera autonomia e empreendedorismo e é por isso que devemos incentivar e fortalecer as associações e cooperativas.

A professora Ana Claudia de Lima Faria, por sua vez, neste ato representando o Sebrae, disse que em suas pesquisas de mestrado e doutorado tem tratado especificamente dos catadores e catadoras. Apresentou suas alunas Betânia e Érica e disse que estas alunas também estão desenvolvendo trabalhos voltados para o meio ambiente. Se colocou à disposição dos catadores e quer orientar no processo de formação da cooperativa de trabalho.

O secretário de Meio Ambiente de Iporá, Alexandre Teixeira Lopes, parabenizou a todos pela iniciativa, agradeceu a todas as instituições parceiras no sentido de levar a capacitação técnica aos catadores e catadoras da cidade de Iporá e que a próxima etapa é a instrumentalização do grupo para a formação da cooperativa.

Nesse momento, a Diretora Presidente da ATREC, Sebastiana Roberto Martins, tomou a palavra e, após um breve histórico, disse que “a principal dificuldade da ATREC ao longo destes anos foi a falta de apoio técnico e que, felizmente, estamos vivendo um momento completamente diferente”. Depois de agradecer e homenagear os fundadores da ATREC, deu início ao processo de posse dos novos associados e transmissão de cargos tendo assim se organizado: DIRETORIA GERAL: 1- Diretora Presidente: Edilaine Silva Sampaio; 2- Diretora Tesoureira: Laziene Sousa Cardoso; 3- Diretor Social e Comercial: Mozeniel Alves Sampaio; CONSELHO FISCAL: 1- Membro: Cleudivone Pereira Laporte; 2- Membro: Fábio Júlio Nunes; 3- Membro: Junior Gomes Cândido Peixoto; 4- Suplente: Renata Matias Pereira.

Com a palavra, a nova Diretora Presidente da ATREC, Edilaine Silva Sampaio, disse que este é “um momento gratificante para os catadores e que a melhor hora para a realização do sonho é agora: criar a cooperativa de trabalho”. Sendo assim, solicitou o apoio de todos e, em especial, aos novos associados da ATREC. A saber: Alexandre Teixeira Lopes; Cálita Silva Sampaio; Cleudivone Pereira Laporte; Edilaine Silva Sampaio; Fábio Júlio Nunes; Gleice Silva Sampaio; Junior Gomes Cândido Peixoto; Laziene Sousa Cardoso; Marcello Rodrigues Siqueira; Mozeniel Alves Sampaio; Renata Matias Pereira e Talhia Rodrigues Cunha.

Finalmente, o professor Marcello Rodrigues Siqueira convidou a todos para a foto oficial. Depois, agradeceu o apoio e a presença de todos se comprometendo a acompanhar e assessorar os trabalhos junto a ATREC. Enquanto servidor público, disse que o seu papel é “servir a comunidade de Iporá, na medida da sua alçada” e que “Iporá, na gestão do Prefeito Naçoitan Leite, entrou numa nova era no campo ambiental, com a criação da Secretaria do Meio Ambiente e com a ativação do CODEMA”. Enfim, se depender dele, em breve será criada a Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Iporá-GO (CTC-Iporá) conforme estabelece a Lei 12.690/12.

Fiquem atentos! O período chuvoso está de volta, e o mosquito da Dengue entra em ação, vamos continuar firmes junto com a Prefeitura Municipal na luta contra esse mal. Faça sua parte, ajude a combater o mosquito. Colabore também não colocando o lixo em árvores, ou nos canteiros centrais, utilize as lixeiras da Prefeitura ou Particulares. FAÇA A SUA PARTE!

Prefeitura Municipal de Iporá…O FUTURO É AGORA!