Em 13 de fevereiro de 2018, o Ministério da Saúde foi notificado sobre um caso suspeito de sarampo no município de Boa Vista – Roraima, de uma criança venezuelana de 12 meses de idade, não vacinada, que frequentava um dos abrigos destinados ao acolhimento dos imigrantes venezuelanos. A mesma foi confirmada com exames laboratoriais para sorologia, tendo como resultado o exame reagente, ou seja, exame positivo para SARAMPO.

Diante do exposto, a Secretaria Estadual de Saúde do Estado de Goiás, decretou ESTADO DE ALERTA, para que todos os municípios permaneçam em Alerta na suspeição de possíveis casos de sarampo e que se mantenham ativos na execução oportuna das ações de vigilância, imunização e laboratório.

A propagação do vírus para outras áreas geográficas é explicada principalmente pelo intenso movimento migratório que ocorre atualmente no país.

Diante dos fatos, o município de Iporá – GO, vem solicitar a toda população que:

  • Levem os cartões de vacinação até as unidades básicas de saúde do Programa de Saúde da Família, mais próximo de sua residência para que os nossos profissionais possam analisa-los e se caso estiver faltando alguma vacina de rotina possam administrar a vacina e atualizar o cartão vacinal.
  • As equipes do Programa de Saúde da Família através dos agentes comunitários de saúde, estarão fazendo as buscas ativas dos faltosos de casa em casa.

A Secretaria Municipal de Saúde, Dra. Daniela Sallum, ressalta que “o sarampo é uma doença grave, transmissível e extremamente contagiosa. As formas de transmissão se dão principalmente por meio de secreções nasofaríngeas expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar, fazendo com que seja alto a chances de contaminação pela doença. Os sintomas do sarampo são febre alta, acima de 38,5°C; manchas avermelhadas pelo corpo; tosse; coriza; conjuntivite e manchas brancas que aparecem que aparecem na boca. O diagnóstico laboratorial é realizado pelo exame conhecido como ELISA para detecção de IgM e IgG para o sarampo. A única maneira de se prevenir contra o sarampo é através da imunização.”

Informamos que o sarampo afeta igualmente, ambos os sexos. A incidência, a evolução clínica e a letalidade são influenciadas pelas condições socioeconômicas, nutricionais, imunitárias e àquelas que favorecem a aglomeração em lugares públicos e em pequenas residências.

Não existe tratamento específico para o Sarampo. Para os casos sem complicação, manter a hidratação, o suporte nutricional e diminuir a hipertermia. Complicações como diarreia, pneumonia e otite média devem ser tratadas de acordo com normas e procedimentos estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Não se auto mediquem. Procure uma unidade de saúde mais próxima de sua residência, para ser avaliado, acompanhado e medicado.

Fiquem atentos! O período chuvoso está de volta, e o mosquito da Dengue entra em ação, vamos continuar firmes junto com a Prefeitura Municipal na luta contra esse mal. Faça sua parte, ajude a combater o mosquito. Colabore também não colocando o lixo em árvores, ou nos canteiros centrais, utilize as lixeiras da Prefeitura ou Particulares. FAÇA A SUA PARTE!

Prefeitura Municipal de Iporá…O FUTURO É AGORA!