Curso de preservação e recuperação de matas ciliares será ministrado pelo SENAR em continuidade ao convênio com o Sindicado Rural de Iporá.

Raio X das vertentes de água é passo inicial para conservação

Inspirado num projeto de Recomposição Florística do Ribeirão Santo Antônio iniciado anteriormente pelo Colégio Estadual Ariston Gomes da Silva, a SEMMADES junto ao Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente – CODEMA, lançam o Projeto, “Adote uma Nascente”, no qual realizará um raio X nas nascentes de água existentes na região.

O trabalho será coordenado em parceria com as Universidades e Instituições de pesquisa e ensino do município de Iporá, e após a análise da situação de cada manancial será criado um plano de ações, visando a recuperação e preservação dos corpos hídricos.

O trabalho é composto por etapas, começando pela capacitação dos técnicos da prefeitura para fazer o levantamento do estado atual das nascentes. A estimativa é que o estudo iniciado ainda este ano, tenha sua conclusão em novembro e dezembro. A partir daí, serão colocadas em prática ações para a recuperação das nascentes.

A capacitação dos técnicos da prefeitura será realizada nos dias 11, 12 e 13 de junho, com participação no curso ministrado pelo Sindicato Rural de Iporá em parceria com o SENAR, englobando contextualização e conscientização para a problemática da água; conceitos e práticas para a produção de água no município dentro do âmbito de uma bacia hidrográfica; preservação e recuperação de nascentes; e práticas conservacionistas do corpo d’agua.

Na prefeitura serão indicados dois técnicos para participar do curso. Porém, desde já, foram iniciados os trabalhos de levantamento da situação das nascentes e mananciais afluentes do Ribeirão Santo Antônio. O cronograma prevê para janeiro/2019 a apresentação dos resultados do levantamento, e em fevereiro as proposta de ações para o ano de 2019.

“Estamos realizando um diagnóstico e depois um projeto para recuperar as nascentes. É um projeto muito importante e vamos fazer esse trabalho o mais rápido possível. Após o levantamento dos mananciais afluentes do Ribeirão Santo Antônio vamos implementar um plano de execução e discutir a utilização de recursos do Fundo Municipal de Meio Ambiente (FMMA) para revitalizar esses recursos hídricos”, afirma o Secretário de Meio Ambiente Alexandre Teixeira.

A implantação do projeto de recuperação e preservação das nascentes e matas ciliares foi definido em reunião junto ao Sindicato Rural de Iporá, realizada nesta terça-feira. Para o presidente do CODEMA Prof. Dr. Marcelo Siqueira, a crise hídrica atual exige a busca de alternativas para aumentar a produção de água nos municípios, que sofrem com a falta de chuvas.

O Secretário de Meio Ambiente Alexandre Teixeira coordena o projeto. Responsável pela implementação da Gestão ambiental no município de Iporá, Alexandre enfatiza que os objetivos do projeto são buscar a autossuficiência hídrica do município e recuperar as várias nascentes existentes na região, que sofrem com a falta de preservação e cuidado.

“Essa crise veio demonstrar o quanto a preservação é importante. A nossa concepção básica é que devemos buscar a autossuficiência hídrica do município, que passa pela recuperação da produção de água. É um projeto amplo, como tudo que relaciona a água”, explica. De acordo com o Secretário, a situação delicada expõe a urgência na realização de ações para ampliar a oferta de água sem a necessidade de grandes investimentos.

“O momento é tão grave que está na hora de se executar. A medida que vamos diagnosticando já vamos executando ações. Porque já fizemos muito planejamento e está na hora de fazer coisas concretas. A nossa expertise é ver uma transformação de curto a médio prazo”, promete. “Não estamos falando da construção de represas, mas da recuperação daquilo que a natureza tinha antes”, acrescenta.

A implantação do projeto foi aprovado prioritariamente pelo prefeito, devido à crise que afeta o abastecimento em praticamente todas as cidades da região. “Iporá está passando por dias difíceis e nunca havia ocorrido a seca do Ribeirão Santo Antônio. Achei muito bacana a proposta, mas infelizmente tudo correu solto e agora temos que parar para pensar”, salienta o prefeito de Iporá, Naçoitan Araújo Leite (PSDB).

“Mesmo sendo uma questão urgente, esse estudo de recuperação de nascentes pode fazer com que tenhamos condições de pleitear recursos futuramente. É um projeto a longo prazo e que vai dar resultados”, destaca o prefeito Naçoitan Leite.

Fiquem atentos! O período chuvoso está de volta, e o mosquito da Dengue entra em ação, vamos continuar firmes junto com a Prefeitura Municipal na luta contra esse mal. Faça sua parte, ajude a combater o mosquito. Colabore também não colocando o lixo em árvores, ou nos canteiros centrais, utilize as lixeiras da Prefeitura ou Particulares. FAÇA A SUA PARTE!

Prefeitura Municipal de Iporá…O FUTURO É AGORA!